O Escort

O Ford Escort foi projetado em para ser o carro médio da Ford e teve seu lançamento em 1968. As gerações MK1 e MK2 de concepção moderna agradaram tanto aos Europeus, Asiáticos e Oceania, que o desafio da geração MK3 foi ser o primeiro carro mundial da marca, sendo comercializado nos EUA, Europa, Ásia, Oceania, África e América do Sul, incluindo o Brasil.

Escort MK1

 

Lançado em 81 nos principais mercados e em 83 no Brasil, logo chamou a atenção pelo desenho moderno, projetado por Uwe Bahnsen com soluções inovadoras e conforto incomparável, logo se tornou um grande best-seller mundial, figurando entre os primeiros carros mais vendidos do mundo por anos seguidos até o final de sua produção, inclusive recebendo o título de Carro Europeu do Ano em 1981, Carro do Ano em 1984 no Brasil e em vários outros países.

No Brasil, com o esmero da equipe chefiada por Luc de Ferran, o motor foi cuidadosamente projetado e melhorado. Assim, o Escort em todos os seus modelos, era equipado com o CHT (Compound High Turbulence) de 1.341cm³ ou 1.555cm³ o que garantia excelente economia, torque em baixas rotações e aliando bom desempenho, tanto nas versões à gasolina quanto à álcool.

As versões disponíveis para o MK3 no Brasil eram o “Standard” – a mais simples com motor 1.3 e 4 marchas, o “L” – bastante simples, porém com motor 1.6 e 5 marchas, o “GL” – mais equipado, o “Ghia” – expoente em luxo e conforto e, mais tarde em 84, o “XR3” – ápice em esportividade, com motor recalibrado para render ainda mais desempenho. Todos os modelos, com exceção do XR3 eram oferecidos em 3 ou 5 portas. Algumas versões limitadas foram oferecidas, como Carro do Ano, GL Special, XR3 Pace Car e XR3 Laser. Em 1985 foi lançada a versão XR3 Conversível, fabricado em parceria com a Karmann-Ghia do Brasil, que causou verdadeiro frisson e se tornou o modelo mais desejado do Brasil. Sua produção se encerrou em 1986, dando lugar à geração MK4.

 

Em 1987 o Escort foi totalmente remodelado, por dentro e por fora, agora ficou mais moderno e confortável, a equipe de Luc de Ferran, conseguiu extrair ainda mais desempenho do motor CHT, agora chamado CHT E-max com 86cv em sua versão mais potente, a Fórmula. A reestilização fez do Escort um dos  carro mais vendidos do Brasil e o estabeleceu definitivamente como best-seller ao redor do mundo. As versões oferecidas eram: “L”, “LX”, “GL”, “Ghia”, “XR3” e “XR3 Conversível”. As versões de 5 portas foram suprimidas, voltando somente em 92 na única versão “Guarujá”. No MK4 as versões especiais foram a L Série Especial, que era comercializado como “LX” e, após, passou a se tornar de linha, o XR3 “Benetton” que foi o primeiro carro nacional a vir com os para-choques pintados na cor do veículo e o “XR3 Fórmula”, primeiro veículo nacional a contar com amortecedores eletrônicos, que conferiam maior carga em altas velocidades.

Ford-Escort-XR3-2985 (27)

 

Nos modelos 90, a Ford passou a equipar os Escort com motores AP 1.8, graças à AutoLatina, joint-venture entre Ford e Volkswagen no Brasil. Os novos motores conferiram nova esportividade aos XR3 com mais desempenho enquanto os motores CHT permaneceram equipando as versões mais simples dos modelos. O ano de 1990 também rendeu o lançamento do Ford Verona, o equivalente ao Escort Orion europeu, porém com soluções de desenho 100% brasileiras. O Ford Verona foi comercializado nas versões “LX” e “GLX”. De concepção moderna e pretensões familiares, agradou a muitos que desejavam um Escort com porta malas maior e mais conforto ao rodar.

verona-12

 

O fim da produção se deu em 1992 com os modelos XR3 sendo equipados com o que havia de melhor: bancos Recaro, direção hidráulica, ar-condicionado, vidros elétricos, teto solar, espelhos com comandos elétricos e, no caso do conversível, a capota eletro-hidráulica e tendo como opcional os amortecedores eletrônicos. Muitos consideram os Escort XR3 92 altamente colecionáveis por serem os mais equipados.

 

 

Um parêntese precisa ser feito. A versão MK4 permaneceu em produção até 1996 com o modelo de entrada “Hobby”, oferecido com os motores CHT de 999cm³ e 1.555cm³.

Hobby 007

 

Em 1993 a Ford Brasil alinhou-se ao mercado europeu lançando o totalmente novo Escort MK5. Pensado de maneira contemporânea o Escort MK5 gozava de todas as qualidades de um carro moderno, bonito e bem pensado para o conforto ou esportividade com espaço interno maior, motores mais potentes e de desenho moderno cativou o mercado. De lançamento simultâneo com o Ford Verona, trouxe nova roupagem para fazer frente aos importados, que começavam a desembarcar no Brasil. As versões oferecidas eram, de início: “L”, “GL”, “Ghia”, “XR3”, “XR3 Conversível”, sendo que após 96 reuniu-se a “Racer” em descontinuidade ao “XR3” e o Verona “S”, mais esportivo. No Verona eram oferecidas as versões “GL”, “GLX” e “Ghia”. Os modelos “L” eram oferecidos de série com o motor CHT ou opcional AP. As demais versões, sempre equipadas com o AP 1.8 e o XR3 com o AP 2.0. Carente de versões especiais, o Escort MK5 foi fabricado até 1995 no Brasil e teve sua produção transferida para a Argentina, onde se encerrou em 1996 para dar lugar à mais moderna geração MK7.

Imagem_14_7

 

Com o fim da AutoLatina em 1996 resultando em uma séria de modelos descontinuados por ambas as companhias, a Ford transferiu a produção do MK5 para a Argentina e prontamente acelerou o desenvolvimento do MK7, que já havia sido lançado na Europa em 1995. Em 1997 era lançada esta geração totalmente remodelada por dentro e por fora, voltando a ser equipados com motores Ford, desta vez o brilhante Zetec de 1.796cm³, 16v e 115cv. O Escort MK7 logrou grande êxito no mercado nacional. Era o médio com o melhor custo benefício e introduziu a carroceria perua, “SW”, para quem precisava de mais espaço. As versões eram “GL”, “GLX” e “RS”, esta última não oferecida na perua. A produção do Escort foi encerrada em julho de 2000 na planta de Halewood, Inglaterra, o qual foi produzido em paralelo ao novíssimo Ford Focus lançado em 1998. Na Argentina, a produção se encerrou em 2003, onde já poderia ser adquirido com o Zetec Rocam de 1.598cm³ e 8v, desde 2000.

1999_ford_escort_rs_1_8_xr3_gsi_gti_cosworth_1999_7300013495307369263